Pesquisar

 
Ervedosa do Douro

 

Localização

Ervedosa do Douro é uma freguesia do concelho de S. João da Pesqueira, do distrito de Viseu. A esta freguesia pertencem também os lugares de Casais do Douro, Sarzedinho e Bateiras. Todo este aglomerado é o maior produtor de vinho generoso da região Demarcada do Douro, e com maior área na mancha do Património Mundial.

 

Location

Ervedosa do Douro is a parish in the municipality of S. João da Pesqueira, in the district of Viseu. To this parish also belong the places of Casais do Douro, Sarzedinho and Bateiras. All this cluster is the largest producer of generous wine in the Demarcated of Douro region, and with greater area in the World Heritage.

História
Historicamente a povoação de Ervedosa do Douro terá nascido no lugar de Frei Estêvão, no entanto houve uma epidemia de formigas que obrigou a população a desviar-se para o local da actual localização.

Juntamente com Casais do Douro, esta freguesia pertenceu ao couto de S. Pedro das Águias do qual recebeu aforamento em 1274.

O Concelho de Ervedosa do Douro, o qual era formado apenas pela Sede da freguesia, confrontava, em 1527, de acordo com o cadastro do mesmo ano, com os concelhos de S. João da Pesqueira, Castanheiro do Sul e Valença do Douro, tendo meia légua de termo e 69 moradores.

Ervedosa do Douro deixou de ser sede do Concelho em 1834, passando então a integrar S. João da Pesqueira.

 

Bateiras

Junto à estrada marginal (Régua-Pinhão), e antes de atravessarmos a ponte sobre o rio Torto, fica o primitivo lugar das Bateiras, considerado, até há poucos anos, mercado do trabalhador ou da mão-de-obra barata. Juntavam-se ali assalariados sem trabalho, à espera de serem rogados pelos patrões durante os ciclos mais importantes do calendário agrícola: colheitas, cavas, escavas, redras e podas.


Casais do Douro

Esta localidade situa-se a poente de Ervedosa do Douro, e tal como a sede, é grande produtora de vinho generoso na bacia do Torto, sendo assim um dos melhores da região demarcada.

A igreja de S. Sebastião é datada de 1877 que substituiu a capela da Sra. da Ribeira, local de uma das mais antigas romarias da região de Lamego. Nela podemos vislumbrar a talha barroca do altar-mor da antiga igreja.

Foi barão de Casais do Douro António José Teixeira, médico-cirurgião, fidalgo da casa real e abastado proprietário na vila de S. João da Pesqueira onde exerceu funções de médico municipal, destacando-se na luta contra a epidemia da cólera, em 1857, que dizimou inúmeras pessoas.


Sarzedinho

Cerzedelo, forma antiga do topónimo, pelo menos, desde o século XII. Situa-se na margem esquerda do rio Torto e tem por orago S. Salvador. Esta localidade esteve também ligada ao couto do mosteiro de S. Pedro das Águias, cujo abade concedeu carta de foro em 1227 aos moradores. Pertenceu ao extinto concelho de Valença do Douro. Tal como Ervedosa do Douro e Casais do Douro, este aglomerado também é excelente produtor de vinhos da mais cotada qualidade. Podem visitar a capela de Sta. Bárbara, com romaria a 25 e 26 de Junho.

 

History
Historically, the population of Ervedosa do Douro will have been born in the place of Frei Estêvão, no longer an epidemic of ants that forced a population to move from current  location.

Along with Casais do Douro this parish belonged to the “Couto” of S. Pedro das Águias of the referential in 1274.

The Municipality of Ervedosado Douro, which was formed only by the Headquarters of the parish, confronted, in 1527, according to the register of the same year, with the counties of S. João da Pesqueira, Castanheiro do Sul and Valença do Douro, having half a league of term and 69 residents.

Ervedosa do Douro ceased to be headquarters of the Municipality in 1834, then joining S. João da Pesqueira.

 

Bateiras

Close to the marginal road (Régua-Pinhão), and before crossing the bridge over the Torto river, is the primitive place of the Bateiras, considered until a few years ago, market os workers or cheap labour. Unemployed workers joined there, waiting to be called by the employers during the most important cycles of the agricultural calendar: harvests, diggings, and pruning.

 

Casais do Douro

This site is located to the west of Ervedosa do Douro, and like the headquarters, is great producer of generous wine in the Torto basin, being thus one of the best of the demarcated region.

The church of S. Sebastião is dated from 1877 that replaced the chapel of Sra. da Ribeira, place of one of the oldest pilgrimages of the region of Lamego. In it we can glimpse the baroque carving of the high altar of the old church.

He was the Baron of Casais do Douro António José Teixeira, a doctor-surgeon, a nobleman of the royal house and wealthy proprietor in the town of S. João da Pesqueira where he served as municipal doctor, standing out in the fight against the cholera epidemic in 1857, which decimated countless people.

 

Sarzedinho

"Cerzedelo", an ancient form of the place name, at least since the XII century. It is located on the left bank of the Torto river and has as Orago  S. Salvador. This locality was also linked to the section of the monastery of S. Pedro das Águias, whose abbot granted a forum letter in 1227 to the residents. Belonged to the extinct municipality of Valença do Douro. Such as Ervedosa do Douro and Casaisdo Douro, this cluster is also an excellent producer of wines of the highest quality. You can visit the chapel of Sta. Barbara, with pilgrimage on 25 and 26 June.

Monumentos
A Igreja de S. Vicente, reedificada em 1841, apresenta um magnífico trono em talha dourada barroca. No baptistério podem observar-se imagens antigas de S. Miguel e S. Sebastião, cultos pré - nacionais.

A Casa do Cão, brasonada, é um edifício saliente da arquitectura civil que possui as pedras de armas dos Saavedras. Da insígnia zoomórfica que figura no timbre, sobre o escudo de armas, veio-lhe o nome com que o povo a baptizou.

 

Monuments
The Church of St. Vincente, rebuilt in 1841, has a magnificent throne in baroque gilt. In the baptistery one can see old pictures of S. Miguel and S. Sebastião, pre - National cults.

The “Casa do Cão”, emblazoned, is a prominent building of the civil architecture that has weapons of stones of Saavedras. The zoomorphic insignia on the coat of arms, was the origin of the name with which the people baptized it.

 

Padroeiro/Romarias
O padroeiro de Ervedosa do Douro é S. Vicente. Outros festejos são concretizados no mês de Agosto em homenagem à Sra do Rosário, à Senhora do Socorro e à Sta Barbara.

 

Patron/Pilgrimages
The patron of Ervedosa do Douro is S. Vincente. Other celebrations are celebrated in the month of August in honor of Sra do Rosário, Sra do Socorro and Sta Barbara.

 

Gastronomia

Os pratos típicos desta freguesia são o cabrito assado no forno a lenha, com recheio dos seus miudos, batatas, cebola, chouriço, salpicão, salsa picada e vinho branco.

Os doces e sobremesas típicos são o Bolo de folar, as filhós, rabanadas e os biscoitos feitos à base de farinha de trigo, ovos e açúcar.

 

Gastronomy

Typical dishes of this parish are the roast lamb in a wood oven, stuffed with goat, potatoes, onions, sausage, pepperoni, chopped parsley and white wine.

The pastries and desserts are the typical “folar” cake, the fritters, French toast and biscuits made of wheat flour, eggs and sugar.

 

 

Mapa | Map